Risco e Resiliência

Desde que o mundo se viu confrontado com a pandemia Covid19 que a resiliência e a capacidade das organizações para ultrapassarem os riscos, tem sido tema comum e de discussão permanente.


Contudo, no momento anterior à pandemia, os riscos já existiam e estavam presentes nas abordagens correntes da gestão, mas a sistematização da sua análise não se encontra ainda difundida. As soluções ERM (Enterprise Risk Management) podem ajudar, mas por si só não são a solução. Então qual será a abordagem mais completa?


As preocupações apresentam hoje uma enorme diversidade, desde as questões ambientais, a energia, a saúde, a cibersegurança, a globalização e outros tantos desafios, o que obriga a uma permanente monitorização do contexto externo e das suas mudanças permanentes e a uma capacidade da organização em responder agilmente. Por outro lado, as permanentes alterações de contexto externo provocam, normalmente, mudanças no contexto interno, devendo também estas ser identificadas e monitorizadas.


A resiliência revela-se assim, na capacidade da organização em encontrar soluções de forma atempada e eficaz em face das alterações, externas e internas, que são identificadas, monitorizadas e tratadas de forma a reduzir o seu risco.

A capacidade de cada organização em antecipar as suas decisões face às adversidades que o mundo atual nos oferece resultará, com certeza, em maior resiliência e responderá, também, mais rapidamente, às oportunidades que consegue identificar. Ao ser capaz de melhor contextualizar e de traçar cenários, terá maior capacidade de decisão e ação perante as permanentes mudanças.


Para sistematizar a identificação e monitorização do contexto, pode contar com o conhecimento da equipa da B.PLY e desta forma introduzir metodologias mais eficientes e abrangentes.